Trânsito e Meio ambiente - Cidadania

Cidadão é toda pessoa que exerce os seus direitos e cumpre os seus deveres.

É toda pessoa no gozo dos direitos de um Estado, ou no desempenho de seus deveres para com ele.

Constituição Federal/1988: A cidadania é e será sempre a conquista permanente dos direitos, tendo em compensação a realização dos deveres, na qual se exigirá trabalho, luta, esforço e consciência.

O cidadão tem um papel muito importante na preservação do meio ambiente, agindo de forma cuidadosa e consciente, respeitando os elementos e fenômenos da natureza, o solo, a atmosfera, a fauna, a flora, a água, etc.

O futuro da humanidade depende do estabelecimento de novas formas de relação entre nos seres humanos e a natureza.

Ser cidadão:

  • Reconhecer a diversidade cultural;
  • Valorizar as diversas culturas presentes no Brasil, reconhecendo sua contribuição no processo da constituição da identidade brasileira;
  • Reconhecer as qualidades da própria cultura, valoriando-a criticamente e enriquecendo a vivência da cidadania;
  • Desenvolver atitude de solidariedade em relação as pessoas vítimas de discriminação;
  • Exigir respeito para si e para o outro, denunciando qualquer atitude de discriminação ou qualquer violação dos direitos do cidadão;
  • Valorizar o convívio pacífico e criativo dos diferentes componentes da diversidade cultural;
  • Compreender a diversidade social como um problema de todos e como realidade a ser transformada;
  • Analisar atitudes e situações que podem resultar em discriminação e injustiça social.

A cortesia, respeito, solidariedade são fundamentais na relação com os outros usuários da via.

A busca pela qualidade de vida no trânsito apoia-se no trabalho para a garantia de:

  • Planejamento adequado do espaço urbano;
  • Sistema viário funcional;
  • Segurança na fluidez;
  • Deslocamentos rápidos e seguros;
  • Conforto;
  • Controle dos índices de poluição.

A busca de equilíbrio em que formas de circulação tragam iguais vantagens para todos depende:

  • Comportamentos seguros;
  • Zelo pela segurança individual e coletiva;
  • Respeito pelas normas e autoridades de trânsito;
  • Colaboração com os demais usuários da via;
  • Manter o veículo em boas condições de segurança.

Grande parte dos problemas no trânsito que envolvem relacionamentos, são causados por alguns fatores, tais como:

  • Individualismo;
  • Descaso com as normas;
  • Impulsividade;
  • Agressividade;
  • Vaidade;
  • Competição;
  • Estatus;
  • Desconhecimento;
  • Falta de planejamento.

O trânsito depende diretamente da forma como participamos. Portanto, a soma das ações do poder público e do comportamento dos cidadãos envolvidos é que determina bons resultados.

A vida nas cidades depende da organização, do planejamento do transporte e da malha viária. As políticas de circulação definidas pela engenharia de tráfego e demais atividades da operação de trânsito, tem como objetivo otimizar a movimentação de pessoas e mercadorias, buscando uma melhor qualidade de vida.

Recomendar esta página via e-mail: